Terça-feira, 11 de Maio de 2021

Algumas seções do site não estão em funcionamento devido a coleta de dados.

NOTÍCIA

Auxílio emergencial: pagamento começa nesta terça-feira

Política | 06/04/2021
Auxílio emergencial: pagamento começa nesta terça-feira

A Caixa Econômica Federal começa a pagar a primeira parcela do novo auxílio emergencial nesta terça-feira (6). Ao todo, serão quatro parcelas de R$ 250, com duas exceções: mulheres chefes de família receberão R$ 375 e famílias compostas por uma única pessoa, R$ 150.

Assim como no ano passado, primeiro o dinheiro será depositado em conta poupança digital e só depois liberado para saque. As datas variam conforme o mês de nascimento. Nesta terça-feira, por exemplo, o depósito será para os aniversariantes de janeiro. 

O dinheiro depositado em conta poupança digital poderá ser movimentado pelo app Caixa Tem. Segundo o banco, com o aplicativo é possível realizar compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos usando o cartão de débito virtual ou QR Code. Também dá para pagar contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral pelo próprio aplicativo ou nas casas lotéricas pela opção “pagar na lotérica”.

A partir de 4 de maio, o dinheiro começa a ser liberado para saques ou transferências, também conforme o mês de aniversário.

Para quem faz parte do programa Bolsa Família, os pagamentos começam no dia 16 de abril.

Pagamento do Bolsa Família

O calendário de pagamento do auxílio para os beneficiários do Bolsa Família tem outras datas. É que, diferentemente dos demais, o critério estabelecido é o final do NIS (Número de Identificação Social), não o mês de aniversário. Além disso, não há diferença de datas para depósitos e saques. 

Quem tem direito ao novo auxílio?

Pelas novas regras, somente famílias com uma renda total de até três salários mínimos por mês (R$ 3.135) podem receber o auxílio, sendo que a renda per capita precisa ser inferior a um salário mínimo. Beneficiários do Bolsa Família recebem o benefício com o valor mais alto.

Vale lembrar que cidadãos que recebam benefício previdenciário, assistencial ou trabalhista ou de programa de transferência de renda federal, não fazem parte do público que receberá as parcelas. Para fins de elegibilidade, são avaliados os critérios com base no mês de dezembro de 2020.

Como saber se tenho direito?

Se você quer saber se tem direito ao pagamento e quanto receberá, é possível fazer a consulta pelos sites da Caixa Econômica Federal e da DataprevConfira aqui o passo a passo

O que fazer se não estiver na lista de beneficiários?

Para aqueles que fizeram as consultas no site da Dataprev ou da Caixa e não foram incluídos como beneficiários do auxílio, é possível contestar a decisão até o dia 12 de abril.

VÍDEOS